• Gabriela Doti

FaceWoodybookeando

Atualizado: 3 de Out de 2018

O que você faria se encontrasse Woody Allen num Café Virtual?



Pensando aqui...

Sério? Não me digas?


Dale, tchê!


Fala Gaúcho!!!


Ah, não sejas assim...

Bom, estava aqui pensando onde é que se reúnem as pessoas.

Mas, de que pessoas falas, louca?


Sim, as pessoas.  As pessoas que confirmam nas redes sociais que vão a um evento, mas não vão fisicamente.


Como? Mas como assim, não vão fisicamente?

Sim. Olha só: eu acredito que devem se reunir em algum lugar que ninguém nos contou que existe.

Não...o que acontece é que eles se reúnem num Café Virtual!

A-há! Não te disse? Eu sabia! Já desconfiava! Mas, o que fazem mesmo num Café Virtual?

Pois chateiam, marcam likes, trocam carinhas de expressão, brincam de caçar monstros japoneses, gastam todas as moedas em monstros japoneses, tiram selfies, postam, postam e postam e, ...

Mas me diga uma coisa...se é um Café, não se pressupõe que vão pra tomar um cafezinho?

Ah sim....mas, claro! Comem um biscoitinho também, falam do tempo, do perro ñato[1]  e do que fizeram durante o dia...PALETUDA!

Não. Não é uma milonga. É um Café!

Então, não te soa meio chato esse tal de Café Virtual?

Bueno, te garanto que não é menos chato do que eu tenho pra te contar...


…. . ….. …. . …….. . . . . . . . ……… . . . . ..


Sim. ‘Tá esperando o que? Que ponha uma cara de espanto curiosa, tipo assim?




Bom, isso está mais parecendo que precisa de um implante capilar e consultar um dentista...

Dale...deixa disso...


Mas, sim, me conta? O que aconteceu afinal, tchê louca?


Me encontrei com Woody.


Que?

Tive um encontro com Woody.

Com “O Woody”?


Sim. Com qual outro mais seria rechiflao[2]?


Com o de Jade?...O de Match Point?  O Woody de...


Sim. Sim. Basta. Não vais me mencionar todos os filmes que o cara fez agora, né? Pois se assim for, meu caderno vai acabar e tenho um mundo de coisas pra escrever ainda. Então chega, hein?


Mas bom, sim. Woody...




E o que você falou com ele?


Hum...bem, nada.


Mas como assim? Te encontras com Woody...O Woody e não falas nada???


É que fiquei muda.


Mas, como assim muda? Ficastes louca? Se estamos falando agora?


NÃO. Lembra que estamos chateando. É bem diferente a coisa.


Ok. Não comeces com as tuas teorias! Mas...como assim muda? Não falastes nadinha mesmo?

Na realidade comecei a dançar Macarena, um Tango, uma Sevilhana...

Não, pára com isso!


Sim. Sim, fiquei muda! Apenas fiz caras e bocas pra tentar me comunicar com ele, senão de que outro modo faria?


Rsrsrsrs...Até imagino você com cara de girafa, magricela, dançando Macarena pro Woody!!!




Que peliculón[3]! Isso é quase uma super estréia no estilo das “Aventuras de Chatram”


Ah sim! Muito engraçadinho... Eu fico completamente muda e você nem bola me dá.


Sim, mas quem é que fica mudo justamente na frente do Woody?

Bom, cada um com a sua: ele ficou cego e eu muda.

Mas foi num filme, tonta! Não, na vida real!


Bom, o que queres que eu faça? Eu sou muito solidária a essas coisas. Somatizo a solidariedade!


Ah sim...claro! O mais interessante é que você somente somatiza a solidariedade dos astros.

Eu, quando meu dente caiu, nada solidário ficastes pra tomar a injeção por mim na cadeira do dentista! Realmente, muito solidária é a coisa.

Mas bem, sigamos. O que mais te disse o cara?


Não sejas assim...não é um cara qualquer... É um dos grandes maestros do cinema. É O CARA! Es The Tipo[cara em espanhol]!


Não seria The Typo?


Não sejas paletudo...


Kkkkkk...dale! Ri só um pouco!!!


The Typo vai ficar tua mão estampada no caderno dessa louca que não pára de rir e escrever esta história às 3 AM de uma segunda!!!


Bem, voltemos...

Ao Woody, o Typo!

Acontece que não entendi ele muito bem, também, pois começou a fazer gestos com a mão, quando percebeu que eu não estava conseguindo falar. Eu tentava imitá-lo, mas parece que ele ficava um tanto nervoso. Ele colocava as mãos na cabeça e era como se quisesse arrancar os cabelos.

Mas, claro que sim! O coitado estava tentado se comunicar em libras com você!


Ah...


Como assim “ah...”? O cara arranca os cabelos, o deixas tri-nervoso, danças completamente muda Macarena, ele tenta te falar em libras e tu me dizes “Ah..”?


Ah...


Mas de novo, tchê?


Bah...

Te larguei de mão. Assim não dá pra falar contigo.


Fiquei muda. Não consigo falar...hahah..ah...


Mas, se estamos chateando, não tens como ficar muda...


O que foi que aconteceu desta vez?


W-o-o-d-y.


Que? De novo?


Woody está no Café Virtual e quer me encontrar.


Mas e como? Que foi que ele falou?


Nada.


Mas, e como fez pra te convidar então?

Ele acabou de confirmar que tinha interesse no evento que acabei de criar na rede social. Ou seja, vou encontra-lo no tal Café.

Então,tchau!


“ ”!!!


Ah sim! Que roupa eu uso mesmo pra ir num Café Virtual?





[1] Perro ñato é um termo em espanhol que se refere a um cachorro de nariz achatada. Imagine você um cachorro correndo que freia repentinamente e dá de cara contra a parede…Bom, assim você pode imaginar como não terá ficado seu pobre nariz: ñato!!!

[2] Expressão utilizada no dialeto Lunfardo criado para o Tango do Rio da Prata e que tem como significado louco, perturbado, dentre outros.

[3] Significa um filme espetacular, grandioso em espanhol. Também seria como dizer “Que cena!!!”




♪ Sugestões da Playlist das Crônicas de um Mundo Nada Particular


Para dançar enquanto lês esta historia..


Macarena, Los del Rio

Paco de Lucia y Manolo SanLúcar por Sevillanas, parte do soundtrack  do filme Sevillanas de Carlos Saura.

Entre dos Aguas, Paco de Lucia, soundtrack de Vicky Cristina Barcelona de Woody Allen

Adiós Muchachos, Intérprete, Julio César Sanders e César Vedani / Intérprete: Lester Lanin and His Orchestra, soundtrack de Scoop de Woody Allen

La Cumparsita, Gerardo Matos Rodríguez / Intérprete The Castilians, soundtrack de Alice de Woody Allen


Para te acompanhar enquanto estás no Café Virtual:


Mountain Greenery, Kat Edmonson, soundtrack de Cafe Society de Woody Allen


É claro que não podia faltar esta pra tomar um cafezinho em algum Café Virtual em Paris…


Si tu vois ma mere, Sidney Bechet, soundtrack de Midnight in Paris de Woody Allen


Caso você fique mudo:


It’s been so Long, Walter Donaldson, Harold Adamson / Intérprete Edmond Hall, soundtrack de Hollywood Ending de Woody Allen


#cultura #arte #tecnologia #mundonadaparticular #gabrieladoti

2017 © Copyright// Doti Produções